Brasil revende frango vetado na Europa por conter salmonela

Imagem: Jonas de Oliveira/ANPR/Fotos Públicas

Da Sputnik Brasil,

O Brasil revende para seu mercado interno frangos contaminados por salmonela que foram vetados no Reino Unido por não atenderem as regras sanitárias da União Europeia.

A informação é de reportagem feita pela Repórter Brasil, o jornal britânico The Guardiane o Bureau of Investigative Journalism.

De acordo com a publicação, mais de 1 milhão de aves congeladas vindas do Brasil, cerca de 1,4 tonelada, foram barradas no Reino Unido porque as regras locais são mais rígidas com a contaminação por salmonela.

Enquanto no Brasil é permitido que até 20% da carne de frango tenha salmonela, na União Europeia este número é de 3,3%.

Existem mais de 2 mil tipos de salmonela, mas nem todas as variações causam infecções em humanos. Todavia, existem duas variações da salmonela que podem matar. 

Após o frango brasileiro ser vetado na Europa, ele retorna para o Brasil. A carne com potencial de fazer mal à saúde humana é cozida e processada em subprodutos como nuggets e salsichas.

A diretora do Departamento de Inspeção dos Produtos de Origem Animal (DIPOA), do Ministério da Agricultura, Ana Lucia Viana, afirmou à públicação conjunta de brasileiros e britânicos que o cozimento garante a segurança do alimento.

Já os outros frangos, que sob as normas nacionais não têm potencial de prejudicar a saúde humana, são colocados à venda. 

Desde a Operação Carne Fraca, as exportações de frango à Europa estão caindo. Em 2018, o então ministro da Agricultura, Blairo Maggi, chegou a afirmar que a União Europeia praticava uma “guerra comercial” contra os produtos brasileiros.