7 mil vidas não valem nada para o dono do Madero

Foto: reprodução

Junior Durski é dono do Madero, sócio do Luciano Huck e eleitor do Bolsonaro.

O sujeito falou uma besteira que pode leva-lo a falência.

Para ele, a morte de 7 mil pessoas é algo necessário para que ele continue vendendo o seu hambúrguer nojento em seu restaurante que certamente vai experimentar uma queda extraordinária nas vendas.

UM CRETINO!

Segue o vídeo:

Se você dá valor a vida, não coma nesse restaurante. O dono dele sugeriu que deixar morrer 7 mil é aceitável e até necessário.

DESGRAÇADO!

O Blog A Voz do Cerrado precisa de você! A informação é o ponto principal de uma luta política de verdade. É preciso ter estrutura financeira para manter e ampliar o trabalho deste Blog. Clique aqui e nos ajude nessa luta pela Democratização da informação. Qualquer valor é bem vindo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *