maio 14, 2021

Fala de Bolsonaro dá a entender que “apagão” pode estar a caminho




Por Flávio Rezende, editor do Blog

O Bolsonaro suspendeu o horário de verão (usado para economizar energia) e deixou “correr frouxo” a situação energética do Brasil.

Agora, devido as dificuldades de atender a demanda de eletricidade teremos mais um aumento no preço da conta de luz que já está muito cara.

O Amapá ficou 20 dias sem energia graças a ineficiência de uma empresa privada.

Mesmo com a confusão causada pela privatização no Amapá o governo Bolsonaro insiste em vender a Eletrobrás o que vai piorar a situação da geração e distribuição de energia elétrica no Brasil.

O pais está totalmente desorganizado e a questão energética será um problema, pois temos a possibilidade de reviver o apagão do governo neoliberal do Fernando Henrique Cardoso que forçou os brasileiros a diminuírem 20% do consumo de energia no final de seu impopular segundo mandato o que deu ao PT quatro vitórias eleitorais consecutivas sendo uma reação do eleitorado contra o neoliberalismo dos dois dois mandatos presidenciais do PSDB.

Em 2020, segundo a ONU tivemos um dos anos mais quentes da história. Se em 2021 tivermos novamente um ano calorento, talvez nem mesmo poderemos usar o ar condicionado ou o ventilador devido a falta de energia elétrica.

A verdade nua e crua é que o governo Bolsonaro vai culpar São Pedro pela falta de chuvas e os bolsominions vão culpar a população por consumir energia para “prejudicar o mito”.

O governo federal está perdido e não sabe o que fazer.

Uma coisa é certa, em 2021 além de crise econômica, teremos também uma crise energética.

Infelizmente temos também a possibilidade de aumento nas queimadas no ano que está por vir uma vez que o Salles já culpou a própria natureza por pegar fogo.

Eleger um fascista despreparado tem consequências.

Segue o vídeo com a fala do presidente sobre o apagão que está por vir: